8 dicas para negociar com fornecedores e melhorar seu caixa

Publicado em 25 de agosto de 2021, por Júlia Marreto

Será que você sabe negociar com fornecedores? O fato é que não importa o tamanho do seu negócio, um dos principais diferenciais é firmar parcerias com bons fornecedores. Eles são peças-chave para o sucesso da sua empresa, por isso, antes de cortar laços e desfazer contratos é importante buscar renegociar pagamentos, prazos e pedidos. E é sobre como fazer isso que vamos falar hoje. 

Negociar com fornecedores e melhorar seu caixa

1. Seja proativo na hora de negociar com fornecedores

É comum que toda empresa passe por momentos ruins. Por isso, não deixe as dívidas acumularem. Muito menos, tente negociar apenas quando não tiver mais jeito. 

Uma parceria é feita de confiança, então, assim que perceber que você pode ter dificuldade de cumprir a sua parte do contrato, tome a iniciativa e converse com seus parceiros para encontrar a melhor solução. 

Não tenha dúvidas de que, com uma boa e honesta conversa vocês vão conseguir se resolver. Além disso, é muito melhor para eles ganhar um pouco menos agora e mantê-lo na carteira de clientes do que simplesmente perder o contrato. 


2. Identifique os principais fornecedores

Se você tem uma loja de roupas, provavelmente os seus fornecedores-chave são as indústrias têxteis. Por isso, é importante priorizar as negociações com eles. Se você não estiver com esses parceiros em dia, como vai ter produtos para vender?


3. Antes de negociar com fornecedores analise seus pedidos

Se em um período determinado você adaptou o seu negócio para atender clientes on-line, por exemplo, é importante analisar quais são as prioridades e insumos para esse tipo de operação. 

Ainda no exemplo de uma loja de roupas, é importante pensar em custos como: embalagem, frete e prazo para entrega. Vender é muito importante, mas oferecer uma experiência satisfatória para o seu cliente é ainda mais. 


4. Parcerias são vias de mão dupla

É aquele famoso ditado “tudo o que vai um dia volta para você”. Por isso, não entenda a negociação como uma guerra da qual você precisa sair ganhando. Entender o lado do outro fará toda a diferença. Talvez o seu fornecedor também esteja passando por um momento difícil. Na hora de renegociar, escute as necessidades mais urgentes do fornecedor e tente chegar a um acordo que seja bom para os dois lados.


5. Renegocie prazos e valores

O mais importante é quitar todas as suas dívidas com os seus fornecedores. Então, renegocie prazos e valores, para que você seja capaz de pagar tudo o que deve sem se amontoar em dívidas e eventualmente acabar falindo. 


6. Sugira a suspensão temporária do contrato

Essa é outra maneira de evitar se afundar nas dívidas. Se o seu fluxo de caixa está muito baixo e você não está mais conseguindo regularizar essa situação, converse com alguns fornecedores e sugira a eles suspender os pedidos pendentes ou, até mesmo, deixar de fazer pedidos temporariamente. Assim você consegue diminuir as dívidas, melhorar o seu caixa e voltar como uma parceria ainda mais forte. 


7. Crie um plano de pagamentos

No momento da negociação com fornecedores já tenha em mãos um plano de pagamento, com sugestões de valores e prazos que você se compromete e sabe que conseguirá cumprir. Dessa forma o seu fornecedor vai perceber que você está realmente preocupado em resolver o problema. E isso te dará mais credibilidade na hora da negociação. 


8. Negocie os juros

Os juros podem ser verdadeiros vilões para qualquer empresa. Converse com os seus fornecedores e veja a possibilidade de diminuir ao máximo os juros ou até mesmo eliminá-los temporariamente. Em momentos de crise você pode solicitar juros amigáveis ou a suspensão de multas para que, no futuro, você seja capaz de cumprir os pagamentos. 

 

Os momentos de dificuldade e até mesmo de graves crises podem ser desesperadores para qualquer empreendedor, mas eles passam! Por isso, além dos seus negócios, esteja muito atento ao seu estado físico e emocional. O estresse e a ansiedade provocam grandes doses de nervosismo. Ao conversar com seus fornecedores, tente focar na resolução dos problemas e evite deixar que seu emocional tome conta.

Seja paciente e profissional para tentar chegar a um acordo. 

 

Agora, se você está procurando um local físico para montar a sua loja de roupas, o Shopping Gallo pode ser o lugar ideal para você!  Venha conhecer nossas instalações e oportunidades!

Aproveite também para conhecer e seguir nossos canais de relacionamento: como os perfis no Facebook,  Instagram, YouTube e LinkedIn. Fique sempre por dentro das principais novidades do mundo da moda.

Shopping Gallo – O shopping da 44!

Posts Relacionados

7 maneiras de atrair mais clientes para a sua loja de roupas
08 de setembro de 2021

7 maneiras de atrair mais clientes para a sua loja de roupas

Se você já é dono de uma loja de roupas ou está pretendendo abrir uma, sem dúvidas precisa começar a pensar em estratégias [...]

Continuar lendo
Qual a melhor cidade para vender roupas?
11 de agosto de 2021

Qual a melhor cidade para vender roupas?

Então, você sabe qual a melhor cidade para vender roupas? Em primeiro lugar esse artigo é tanto para quem já tem loja física [...]

Continuar lendo
O que você precisa saber antes de abrir uma loja de roupas
14 de julho de 2021

O que você precisa saber antes de abrir uma loja de roupas

De fato, o que você precisa saber antes de abrir uma loja de roupas? Primeiramente, é importante saber que o mercado da moda [...]

Continuar lendo

Receba as novidades do Shopping Gallo

  • YouTube
  • Linkedin
  • Facebook
  • Instagram